Mãe

(Distribuído por Jane/RS em 13/05/2007)

Não há mãe, sem filho…
Nosso universo começa e termina na alma, na felicidade e na plenitude de nossos filhos e a eles, somos agradecidas.
Este dia, dedico à meus filhos.
Aos meus dois preferidos filhos, obrigada pela oportunidade de tê-los em minha vida.
Parabéns à mães e mães, mães-tias, mães-avós, mães-postiças, mães-coração.
Mãe/RS (Jane Abel)

O filho preferido

(Sérgio Zambiasi)

Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido, aquele que ela mais amava.

E ela sorrindo respondeu:

“O filho dileto, àquele a quem me dedico de corpo e alma:
O meu filho doente até que sare,
O que partiu até que volte,
O que está cansado até que descanse,
O que está com fome até que se alimente,
O que está com sede até que beba,
O que está estudando até que aprenda,
O que está nu até que se vista,
O que não trabalha até que se empregue,
O que namora até que se case,
O que se casa até que conviva,
O que é pai até que os crie,
O que prometeu até que cumpra,
O que deve até que pague,
O que chora até que cale,
O que me deixou até que o reencontre…”

Comentários

  1. Marinez
    02/10/2007 | 01:41

    Ah, Jane, GRANDE, amiga, Manaminhadoriograndeoposto, das tantas coisas que temos partilhado ao longo de quase uma década de amizade, com certeza essa sua publicação do dia 13.05.2007 tocou mais fundo em minh´alma. Dia 13.05… dia das mães… dia em que eu também fiz balanço similar; afinal sou mãe como você e, sobretudo, foi num distante 13.05 que eu vim ao mundo; estava eu agradecendo a Deus o direito de ser mãe três vezes e a graça de estar completando mais um ano de vida. Das tantas publicações aqui generosamente compartilhadas, essa, em particular, eu preciso te agradecer por tê-la escrito e partilhado. Estarei sempre aqui te lendo, aceitando esses presentes que ofereces, mesmo que nem sempre deixe registro de minha passagem. Hoje, porém, não deu pra resistir. Admiro-te e nem precisaria dizer, amo você minha manamiga, Marinez

  2. 01/11/2007 | 10:44

    Somente aqui em seu cantinho encontrei o nome do AUTOR desse poema especial e lindo. Parabéns.
    Célia

Deixe seu comentário:

Clicky Web Analytics