Posts da categoria 'No Secreto…Identidade'

Amigo Álvaro Baccim formatou meu poema e pede que publique formatado, vamos lá:

Menino teu…

Da janela rasgada do ontem
Vi passar um sonho pequeno, quase um menino…
Menino que na lua pescava
Fisgando luzes alheias e brilhava…
Brilhava no escuro este pirilampo assanhado,
Envolto em brisa levada, verdadeiro sonho sonhado.
Tinha claves de sol na cabeça…
Ou era um sol-menino travesso?
Pura luz, só arder pra derreter e findar.
E o sonho foi indo em si-mesmo… ou mi?
A embriaguez da neblina
Levando a imagem da retina,  ao fim… ou ?
Ao nada mais, será? Ao sempre em bruma, que-!!!
Prefiro o menino da rua, moleque vadio e real,
Que zune pela platéia com cor de jasmim no colo
E cheiro de nuvem nas mãos…
Que encanta o jardim dos sonhos
Com velas de barco a deriva…
Que treme no aplauso do povo deixando dor na partida…
Embora este corpo ausente traga o perfume presente,
Feito de plumas douradas
No breu do findo-dia-meu… ou …?
.
Jane Abel/RS
01/06/2011

Menino teu…

Da janela rasgada do ontem vi passar um sonho pequeno, quase um menino… menino que na lua pescava fisgando luzes alheias e brilhava… Brilhava no escuro este pirilampo assanhado, envolto em brisa levada, verdadeiro sonho sonhado. Tinha claves de sol na cabeça… ou era um sol-menino travesso? Pura luz, só arder pra derreter e findar. E o sonho foi indo em si-mesmo… ou mi? A embriaguez da neblina levando a imagem da retina, ao fim… ou fá? Ao nada mais, será? Ao sempre em bruma, que-dó!!! Prefiro o menino da rua, moleque vadio e real, que zune pela platéia com cor de jasmim no colo e cheiro de nuvem nas mãos… que encanta o jardim dos sonhos com velas de barco a deriva… que treme no aplauso do povo deixando dor na partida… embora este corpo ausente traga o perfume presente, feito de plumas douradas no breu do findo-dia-meu… ou lá…? (Jane Abel)

Postado no Facebook

Postado no Nó & Bengala

26/06/2010

Sandra Peres me descreveu bem direitinho, sem sequer me conhecer.Hoje 26/06, completam-se 55 anos que estou por aqui, ou seja, desde 55.Hum, quantos cincos…Agrado uns, desagrado outros, mas enfim, sou assim, pronto e acabou :)
—–
Obrigada aos que me suportam, aos que me acarinham, aos que me aconchegam, me acolhem, me curam, me olham em silêncio, me ouvem, me acalmam, me abraçam, me toleram e agradeço principalmente aos mais valentes, os que me amam de verdade e me trazem neste amor entregue, a vontade de seguir tentando melhorar a cada dia. Por todos vocês.
—–
Aos que fizeram meu dia tãããão especial com tantas mensagens de tantos lugares, tantos torpedos, carinhos, surpresas, dengos e mimos, meu suuuuper obrigada!
—–
Brincadeira, choradeira, mas sim, é melhor viver uma vida inteira!!!
—–
Pé de nabo.
(Sandra Peres)
-
Ser assim é uma delícia
Desse jeito como eu sou
De outro jeito dá preguiça
Sou assim, pronto e acabou
-
A comida de costume
Como bem e não regulo
Mas tem sempre alguns legumes
Que eu não sei como eu engulo
-
Brincadeira, choradeira
Pra quem vive uma vida inteira
Mentirinha, falsidade
Pra quem vive só pela metade
-
Quando alguém me desaponta
Paro tudo e dou um tempo
Dali a pouco eu me dou conta
Que ninguém é cem por cento
-
Seja um príncipe ou um sapo
Seja um bicho ou uma pessoa
Até mesmo um pé-de-nabo
Tem alguma coisa boa
-
Brincadeira, choradeira
Pra quem vive uma vida inteira
Mentirinha, falsidade
Pra quem vive só pela metade
-
Jane/RS

gremio2.jpg

12/06/2009

Eu sou o brilho dos teus olhos ao me olhar
Sou o teu sorriso ao ganhar um beijo meu
Eu sou teu corpo inteiro a se arrepiar
Quando em meus braços você se acolheu
Eu sou o teu segredo mais oculto
Teu desejo mais profundo, o teu querer
Tua fome de prazer sem disfarçar
Sou a fonte de alegria, sou o teu sonhar

Eu sou a tua sombra, eu sou teu guia
Sou o teu luar em plena luz do dia
Sou tua pele, proteção, sou o teu calor
Eu sou teu cheiro a perfumar o nosso amor
Eu sou tua saudade reprimida
Sou o teu sangrar ao ver minha partida
Sou o teu peito a apelar, gritar de dor
Ao se ver ainda mais distante do meu amor

Sou teu ego, tua alma
Sou teu céu, o teu inferno a tua calma
Eu sou teu tudo, sou teu nada
Minha pequena, és minha amada
Eu sou o teu mundo, sou teu poder
Sou tua vida, sou meu eu em você

Maxine…

Meu lado menina chorou com eles, meu lado mulher duvidou deles, mas me rendo à máxima de que seja eterno enquanto dure.
Um dos vídeos mais bonitos de tudo que vi em homenagem a eles, por aliar o encantamento que eles me proporcionaram, com Fábio Jr., um mágico que me traz sentimentos de nuvens com cores de sonho e perfume de fadas.

==>Assista e emocione-se – Maxine

maxine.jpg

Por: Carolina Bispo (http://franemax.zip.net/)

O exercício anual da observação

BBB9 o jogo anual – Tenho lido de tudo por aqui… por ali… É um exercício anual de observação. Interessante é perceber que pessoas que criticam os(as) alimentadores dos blogs relacionados ao programa não tem o que fazer, está sempre por lá, lendo, comentando, “perdendo” seu tempo… Interessante também perceber que esta observação Voyeurista do ser humano confinado, dá a sensação de que podemos, em algum momento, ser julgadores, tsk tsk tsk… Somos observadores, às vezes justiceiros intencionais, as vezes carrascos, como se pudéssemos..

Somos um kit completo quando saímos de fábrica, um lado bom, um lado ruim, todos temos, não somos um ou outro, somos ambos.  O que nos difere uns dos outros no desenvolver de nossa vida ou nos reforça um ou outro dos lados (o bom e o mau), é nossa formação, nosso convívio de infância, nosso entorno, nossa saúde mental na vida adulta, nossa cultura, nossa inteligência, nossas oportunidades.

Sou uma encantada observadora do ser humano desde sempre. Acho esta matéria prima riquíssima para se analisar, mesmo sem a formação profissional para isso. Como arquiteta, preciso ler nas entrelinhas dos clientes para saber o que desejam em seus projetos, mesmo quando esquecem de dizer detalhadamente por acharem que não é importante, isso não me torna uma ótima julgadora mas dá a estrada para me considerar, aos 53 anos de hoje uma boa observadora e, se optei e vou seguir até o fim defendendo a vitória de Francine, não é por ela ser gaúcha como eu nem por preencher espaços vazios em meu tempo ou por ser ex-Miss ou outro lálálá.

Torço sim pela menina-mulher, pelo ser humano lindo que “leio” naquele contexto-pessoa que me agrada, torço pela canceriana que me comove, me diverte, me emociona. Pode não ser a unanimidade dos sentires, mas é o que eu acho e apenas isso pra mim, é motivo bastante pra seguir pensando assim por respeito ao meu sensorial.

À Francine gauchinha minhas boas energias e ao Max, minha torcida para que ele seja 1/10 do que nossa visão romântica fez dele ao longo desta trajetória. A ambos o agradecimento por nos brindar com um encanto de relacionamento, onde nosso imaginário desenhou… soletrou… musicou… perfumou…

Sigo na mesma posição em que estava na 1º semana do jogo, Francine campeã, a verdadeira protagonista desta edição, já que todo o resto, apenas gravitou ao seu redor.

===>A protagonista, a benhê!

A falta de tempo e o excesso de trabalho, coisas iguais e concorrentes, têm me roubado o prazer das madrugadas de alimentar meu blog querido, o meu pedaço que vai ficar depois de mim, então neste mês de março eu venho deixar aos sempre bem vindos visitantes, o meu abraço hospitaleiro e uma frase de Confúcio que gosto muito:

“A experiência é uma lanterna dependurada nas costas, que apenas ilumina o caminho já percorrido”

O futuro para nós é uma folha em branco… Bom desenho para todos e lembrem-se, que este desenho tem de brotar de dentro de seu coração, para que ao ser lindamente iluminado, você possa se orgulhar de cada passo dado.

26/06/2008

No pequenino e delicado cartão envolvido por belas flores, chegaram palavras perfumadas misturando-se ao colorido vivo das frágeis pétalas. O som de fundo tinha sabor de emoção e a cor da noite, o tom do sempre: “Vida, o meu amor é para a eternidade”. Acho que quem o escreveu foi o meu destino. Obrigada, Destino. (Jane Abel)

18/08/2007

Vida, descansa teu sonho em meu sono… Amor adorado, a dor, o trabalho, as tristezas e ausências devem dormir agora, é momento de dormir e sonhar sonhos bons… Gira tua noite sobre invisíveis rodas e cola em mim, onde te respiro feito anjo dormindo, onde um perfume me hipnotiza e um corpo me entorpece. Ninguém mais dormirá meus sonhos… Seguiremos pelas águas do tempo e nas viagens sem sombras, sempre vida, sempre sol, sempre lua. Teus passos incertos deixavam marcas na estrada de nossa saudade e de tuas mãos caíam suaves sinais sem rumo que nos trouxeram norte… nossas digitais se buscavam… teus olhos me miram e trazem a certeza de que ali habito, tenho abrigo, e posso seguir a água que me levas, o rumo que me dás, o passo que me ensinas. A noite te penso, ao dia te sinto e quando a noite chama, em chama me entrego para ao dia te lembrar… no encontro do tempo do desencontro, embriagamos em espirais… o mundo sem ti é veneno. Não sou sem ti e sigo te sonhando e te tendo, com amor sem fim… (Jane Abel/RS – 18/08/2007)

Próxima Página »

Clicky Web Analytics